O Varejo e sua transformação
Gestão Vendas

O Varejo e sua transformação

Célio Fabiano
Célio Fabiano

Tabela de conteúdos

Nos últimos anos o consumidor vem mudando exponencialmente e se existe um mercado que vem acompanhando essas mudanças é o Varejo, podemos confirmar isso através do Ranking 300 maiores empresas do varejo brasileiro divulgado pela SBVC, um estudo completo sobre o setor.

Hoje essas empresas representam mais de 795 bilhões de reais em vendas, empregam mais de 1,57 milhões de pessoas e operam mais de 68 mil lojas no Brasil.

Quando pensamos no varejo podemos lembrar das lojas, mas não esquecer do crescimento exponencial das vendas por meios digitais.

Acredite a empresa que lidera as vendas online no Brasil não é nativa digital, possuindo 58,1% do seu faturamento, e se analisássemos somente suas vendas por canais digitais ela já seria a nona maior varejista do Brasil.

Além de impressionante, isso é prova de que é possível transformar empresas tradicionais em cases no mercado digital e que ter uma estratégia centrada no seu cliente te permite inovar e no caso da Magazine Luiza, líder em vendas online no Brasil em 2020, gerar um resultado na casa de bilhões.

Nos últimos anos, se falou muito das estratégias de marketing, da humanização da marca e o reflexo no relacionamento com o consumidor.

Quando analisamos empresas que olham para esses pilares no varejo, percebemos que as empresas possuem uma capacidade de unir os benefícios do mundo físico com o digital, não como frentes separadas, mas sim, como frentes que possuem imensa sinergia e que as usam para escalarem seus resultados.

De acordo com o estudo da consultoria Forrester, 74% dos consumidores são mais influenciados por fatores que criam conveniência, facilidade e disponibilidade de opções para comprar como e onde eles querem.

Nessa comparação, apenas 26% dos clientes são motivados principalmente pelo preço. O que nos mostra que ter uma estratégia que beneficia a jornada do cliente pode proporcionar grande incremento de rentabilidade.

Não é à toa, que encontramos diversas empresas que fazem isso com maestria liderando o Ranking da SBVC.

Quando pensamos em sinergia em uma empresa, grande parte do sucesso está ligado a sua cultura, como as pessoas entregam valor ao cliente de forma direta ou indireta através dos processos e principalmente na sua capacidade de melhorar sempre.

Muito se fala que os dados são o novo petróleo, eu costumo dizer que os mecanismos de relatório são as plataformas que tiram eles do fundo da terra. Se você sabe que ele existe, mas não o utiliza, seria melhor não tê-lo.

Quer conhecer indicadores muito importantes e bastante utilizados no ambiente de negócios. Separei o infográfico abaixo para você! "

Nova call to action

Acreditamos que conectar as demandas entre os departamentos é vital para conseguir um processo fluido e a sinergia que gera escala que comentei durante o artigo.

Na Desk Manager, ajudamos empresas presentes no Ranking das 300 maiores varejistas do Brasil e claro empresas que estão aperfeiçoando seus processos para participarem dessa classificação em breve.

Estamos acostumados com empresas que querem inovar e gostam  compartilhar seus desafios. Um desses desafios, foi o projeto piloto que desenvolvemos com a Eurofarma para melhorar a gestão do atendimento implantando um novo canal com mais agilidade, transparência e otimização de custos.

No final nos tornamos um grande case do programa da Endeavor e ajudamos a Eurofarma a garantir uma abertura de chamados 80% mais rápida, além de diminuir o tempo de resolução dos chamados em 19%, tudo isso gerando ainda mais valor para o negócio e de forma cada vez mais inteligente.  

Empresas como Cobasi, Komatsu, Lindt, Habib's, Brinks entre diversas outras empresas começaram compartilhando seus desafios com a gente.

Se você deseja dar o primeiro passo, você pode agendar uma conversa com nossa equipe clicando aqui.

Case - Cobasi


Junte-se à conversa.