/ Gestão

Tipos de inventário: descubra qual é o ideal para a sua empresa

Para uma empresa ter controle dos bens que possui, ela precisa catalogá-los de forma sistemática. Porém, diante de tantos tipos de inventário que podem ser feitos, como escolher ideal?

Muitos gestores ou administradores de empresas não dão tanta importância a manter essas informações atualizadas e saber, de forma precisa, sobre todos os bens da empresa.

Isso faz com que muitos produtos sejam até acumulados em locais dos escritórios, sem utilidade ou sem um total conhecimento do seu estado.

Fazer um inventário é algo importante para o balanço patrimonial da empresa, contribuindo para um planejamento financeiro eficaz e que atenda às necessidades do negócio.

Por isso, continue a leitura para descobrir quais são os tipos de inventário que existem e, assim, escolher a melhor opção para a sua empresa. Mas antes:

O que é inventário?

Antes de conhecermos os tipos de inventário existentes, é necessário entender um pouco mais sobre essa prática.

Entre as diversas concepções para o termo inventário, está a de uma avaliação que é feita de mercadorias; um balanço desses itens; ou ainda a elaboração minuciosa de um registro, uma relação de todos os objetos.

No meio empresarial, é comum que os inventários apresentem informações precisas sobre os itens listados, como a descrição do produto, a quantidade e o local onde se encontra.

Com esses dados, é possível realizar o controle de inventário, pelo qual os gestores vão compreender o que a empresa tem, onde está e quando o item entra e sai do estoque.

É por isso que esse controle também é conhecido como controle de patrimônio ou controle de estoque. E, independentemente do porte do negócio, é importante que esse controle aconteça.

Mas por que isso é relevante? Bem, como dissemos no início do artigo, controlar todo o patrimônio de uma empresa é um passo significativo para fazer um planejamento financeiro aderente.

Além disso, quando o gestor sabe exatamente o que a empresa possui ou está em falta, evita que ocorram gastos desnecessários, fraudes ou descumprimento de prazos.

Alguns gestores preferem realizar esse controle de inventário por meio de planilhas, nas quais os dados são imputados manualmente, linha por linha.

Porém, dependendo do tamanho do estoque, chega um momento em que é inviável dar conta de todos os bens dessa maneira.

Assim, muitos negócios têm optado por automatizar esse controle, por meio de softwares que oferecem esta funcionalidade, como o da Desk Manager.

Esses sistemas são muito úteis, por exemplo, quando se deseja fazer um inventário de TI. Este consiste na listagem de todos os ativos de TI de uma empresa, incluindo:

  • Hardwares (dispositivos físicos, como impressoras, notebooks, computadores, roteadores);
  • Softwares (ativos intangíveis, como serviços em nuvem, e-mails, apps e licenças).

Essa gestão de ativos auxilia a dar prioridade a investimentos, já que o foco serão os ativos mais críticos, que demandam ações rápidas e concretas.

Agora que você já sabe o que é inventário e como ele é muito relevante para o seu negócio, chegou o momento de conhecer os tipos de inventário existentes para, assim, optar pela melhor solução para a sua empresa.

CTA-DM-2-6

Quais são os tipos de inventário?

Existem diversos tipos de inventário, mas aqui destacamos os principais para que você escolha os que melhor se adéquam à realidade do seu negócio.

Inventário anual

Como o próprio nome indica, é um inventário feito uma vez ao ano, no fim do chamado ano fiscal (em 31 de dezembro). O objetivo é comprovar o valor e a quantidade de bens que fazem parte do patrimônio da empresa.

Este inventário compreende o inventário anterior e todas as variações que ocorreram no ano nos itens do patrimônio.

Inventário sazonal

Este inventário é, geralmente, de produtos relacionados a datas comemorativas (Dia das Mães, Natal, Dia das Crianças) ou até mesmo eventos mundiais, como os Jogos Olímpicos ou a Copa do Mundo.

Por isso é importante saber bem qual a sazonalidade da sua empresa, isto é, quais são os períodos de alta ou de baixa demanda.

Com base no inventário sazonal, é possível identificar lucros obtidos no período ou checar se houve excessos, de forma a não cometer esse erro no próximo período de alta demanda.

Inventário periódico

Este é um dos tipos de inventário bem simples, já que é realizado ao fim de períodos predeterminados, como mês, bimestre, semestre, ano etc.

Com ele, a organização tem conhecimento do volume de seus estoques de tempos em tempos, o que ajuda, por exemplo, no trabalho do setor de contabilidade.

Inventário geral

Para elaborar um inventário geral, conta-se e identifica-se todos os bens de uma empresa (por exemplo: equipamentos, itens de almoxarifado, insumos, mercadorias já produzidas, entre outros).

Esse inventário, como o nome demonstra, dará uma ideia geral de todos os bens da organização, auxiliando na avaliação do patrimônio feita pela gestão.

Inventário parcial

Este inventário inclui apenas alguns bens da empresa. Ele é uma boa ferramenta para dar visibilidade à gestão sobre produtos que acabam com maior frequência, por exemplo.

Geralmente este inventário é feito ou solicitado por áreas da empresa que se dedicam à compra de materiais.

Inventário rotativo

Este tipo é ideal para empresas de porte grande, que possuem muitos materiais em seus estoques. A conferência dos itens é feita várias vezes (mensalmente, semanalmente ou até diariamente).

São escolhidas parcelas específicas do estoque para atualização do inventário. Um exemplo é um supermercado, que conta com várias divisões, como bebidas, condimentos, frios, materiais de limpeza etc.

Inventário cíclico

Neste inventário, a enumeração é feita de maneira que os itens sejam contados de acordo com uma programação predeterminada. Há alguns que serão verificados diversas vezes no período, dependendo da importância que tiverem.

Essas informações ajudam a identificar erros entre o que está registrado e os materiais disponíveis, bem como corrigir a causa desses equívocos, de maneira a manter corretas as informações usadas em lançamentos contábeis.Você pôde conhecer os principais tipos de inventário usados e as características de cada um. Para sempre buscar melhorias nos processos da sua empresa, leia: Gestão de processos: como otimizar os processos da sua empresa.

CTA-DM-3-2

Fabio Teles

Fabio Teles

Faz parte da equipe de Gestão e Serviços na Desk Manager Software. Tem 10 anos de experiência com TI em suas mais variadas formas. Especialista em ITIL, CobIT, ITSM, Analise e Gestão de Insights

Leia Mais