Segmentação de clientes: como fazer e quais os benefícios
Vendas

Segmentação de clientes: como fazer e quais os benefícios

Rafael Fialho Teixeira
Rafael Fialho Teixeira

Você faz a segmentação de clientes? Se a resposta for “não”, saiba que você está perdendo uma ótima oportunidade de conhecer melhor os seus consumidores e, assim, personalizar a comunicação.

Por meio da segmentação, é possível alcançar e conquistar pessoas que estejam alinhadas com a sua marca, além de aprimorar a experiência do cliente.

Neste artigo, vamos apresentar os tipos de segmentação de clientes, como aplicar essa estratégia na sua empresa e quais são os benefícios que ela oferece. Continue a leitura para saber mais!

O que é a segmentação de clientes e quais são os principais tipos?

Como o próprio nome já diz, a segmentação de clientes se refere à divisão do seu público de acordo com características em comum.

Esse tipo de divisão é necessária para que a empresa possa traçar o perfil do consumidor e, por isso, consiga encontrá-lo e estabelecer uma relação com ele.

A seguir, vamos mostrar quais são as principais modalidades de segmentação de clientes.

Segmentação geográfica

Esse tipo de segmentação é bem comum em comércios locais, como restaurantes e farmácias.
Nesse caso, o aspecto analisado é a localização dos clientes, porque isso se torna um fator relevante para a decisão de compra. Então, ao fazer essa divisão, você pode filtrar por país, estado, cidade, bairro…

Segmentação comportamental

Enquanto isso, a segmentação comportamental analisa comportamentos passados dos consumidores e, assim, identificar padrões para planejar atitudes futuras. Então, questões como hábitos, comportamentos, preferências e gostos são considerados.

Ainda que seja mais difícil filtrar e até medir esses fatores, a internet facilitou bastante essa tarefa, já que existem ferramentas de segmentação que fazem o reconhecimento de padrões de interesse.

Aplicativo SLA

Segmentação demográfica

Já a segmentação demográfica é baseada em informações mais específicas sobre os clientes, como idade, classe social, raça, idade e gênero.

Esse tipo de divisão é muito utilizada e permite que as empresas possam definir quais são os seus clientes em potencial, realizando ações específicas para eles.

Segmentação psicográfica

A segmentação psicográfica considera fatores como estilo de vida, opiniões sobre assuntos importantes, valores, aspectos da personalidade, entre outros.

Apesar de ser um pouco mais difícil mapear essas questões, elas podem ser bastante relevantes para as empresas que priorizam conquistar clientes com os mesmos interesses.

Como fazer a segmentação de clientes?

Não adianta saber quais são os tipos de segmentação de clientes sem entender como aplicar esse conhecimento na prática, não é mesmo? Por isso, veja o passo a passo a seguir.

1. Conte com ferramentas específicas

Existem ferramentas que podem ajudar bastante na elaboração da segmentação de clientes, então vale a pena contar com elas.

Como exemplo, podemos citar o sistema de CRM (Customer Relationship Management), caso você queira filtrar a sua base de clientes atuais.

Existem também as ferramentas de publicidade on-line, como Facebooks Ads e Google Ads, capazes de lançar campanhas voltadas para grupos com características em comum.

Outra possibilidade é aderir às ferramentas de base de dados, com informações muito atualizadas sobre o mercado.

2. Selecione um foco

Antes mesmo de fazer a segmentação, você precisa saber por que quer fazê-la. É para conquistar novos clientes? Fidelizar os antigos? Lançar algum produto? Responder a esses questionamentos vai ajudar a guiar você nesse processo.

3. Especifique as variáveis

Você precisa definir quais são as variáveis relevantes, então é importante ser bem específico. Nesse momento, analise também se é realmente viável coletar as informações que você quer na sua base de dados atual.

4. Filtre a sua base de dados

Após selecionar as variáveis, chegou a hora de fazer a segmentação, ou seja, inserir filtros na sua base de dados. Se você preferir, também é possível contratar serviços que tragam os dados que você quer ter.

5. Escolha um público semelhante

Caso você esteja elaborando a segmentação de clientes com o objetivo de adquirir novos consumidores, então vale a pena usar ferramentas que orientem a sua campanha de acordo com perfis semelhantes.

Desse modo, mesmo sem ter acesso às informações específicas dessas pessoas, torna-se possível alcançá-las.

6. Analise os resultados

Toda estratégia precisa ser avaliada no final para saber se deu certo ou não. Por isso, com a segmentação de clientes não é diferente.

Logo, é fundamental analisar se os resultados conquistados corresponderam às expectativas e, caso não tenham, identificar quais foram as falhas.

Quais são as vantagens da segmentação de clientes?

Você ainda não tem certeza se deve aderir à segmentação de clientes? Então, vamos apresentar alguns benefícios dessa estratégia e por que você deve aplicá-la na sua empresa.

O primeiro deles é a retenção de clientes, pois, ao contrário do que alguns talvez acreditem, a segmentação não serve apenas para conquistar novos consumidores.

Quando você seleciona grupos de clientes, é possível selecionar e aperfeiçoar colaboradores para cada um desses grupos, o que, é claro, vai auxiliar a sua empresa caso ela esteja focada na satisfação do cliente.

Além disso, por meio da segmentação de clientes, você consegue criar campanhas que estejam bem direcionadas a determinado perfil de consumidor, garantindo uma melhor abordagem e, consequentemente, mais chances de êxito.

Outra vantagem bastante relevante é que, ao fazer a divisão dos consumidores conforme determinadas características em comum, é possível priorizar o segmento que apresenta maior retorno financeiro para a empresa.

Por exemplo, ao fazer a segmentação e alinhá-la com o histórico de métricas das vendas, você descobre qual grupo converte mais e, assim, passa a focar nele.

Nova call to action

Mais uma possibilidade é descobrir que existe um grupo com alto potencial de conversão, mas ainda não tem gerado tantas vendas, então dá para começar a elaborar campanhas focadas justamente em mudar esse quadro.

Dessa forma, a segmentação de clientes é uma ótima oportunidade para que a sua empresa conheça melhor o próprio público e descubra como conquistar ainda mais clientes, criando uma comunicação personalizada e adotando campanhas mais alinhadas com cada perfil.

Durante este artigo, você viu que os dados são fundamentais para uma boa segmentação de clientes. Então, que tal saber mais sobre a gestão de dados? Para isso, leia o nosso artigo sobre o assunto!



Junte-se à conversa.