/ Gestão

Planejamento financeiro empresarial: um guia para definir metas para a sua empresa

Entenda por que o planejamento financeiro empresarial é tão importante para qualquer negócio e saiba como construir um bom planejamento para sua empresa

O planejamento financeiro empresarial é uma ferramenta indispensável para qualquer negócio que tenha como objetivo se manter no mercado e crescer ao longo do tempo. A tarefa de planejar as finanças, no entanto, pode ser particularmente mais difícil para o pequeno empreendedor, que acaba dedicando a maior parte do seu tempo às tarefas operacionais do dia a dia corporativo, negligenciando o controle financeiro e o planejamento do que entra e sai do caixa da empresa.

Este hábito – muito comum entre os empresários brasileiros, no entanto, pode trazer grandes prejuízos a qualquer negócio – independente do seu tamanho. A manutenção do planejamento financeiro, por outro lado, costuma gerar uma série de benefícios às empresas, impactando diretamente em cada uma das tarefas realizadas no âmbito empresarial.

Pensando em ajudar você a manter as finanças do seu negócio organizadas, preparamos um guia completo que lhe auxiliará na definição de metas para sua empresa e na manutenção de um planejamento financeiro empresarial eficiente.

Continue a leitura e descubra como controlar as receitas e despesas da sua empresa e manter seu negócio nos trilhos do crescimento!

Por que vale a pena apostar em um bom planejamento financeiro?

O descontrole financeiro é um mal que acomete boa parte das pessoas físicas e pessoas jurídicas do Brasil. Em um país onde a educação financeira ainda é bastante escassa, muitas pessoas acabam por negligenciar o controle das finanças pessoais e empresariais – o que acaba resultando em dívidas e, muitas vezes, no fechamento de milhares de negócios todos os anos.

Um bom planejamento financeiro empresarial, no entanto, pode ser a chave do sucesso para o empreendedor que deseja manter as finanças do seu negócio sempre organizadas, permitindo que seja possível controlá-las de maneira simples e intuitiva, mas de forma minuciosa.

É por meio do planejamento financeiro que o administrador conseguirá realizar uma gestão financeira mais eficiente, acompanhando de perto cada detalhe inerente à saúde financeira da sua empresa e se antecipando a imprevistos.

Por isso, é fundamental que qualquer empresa – seja ela de pequeno, médio ou grande porte – invista na manutenção de um bom planejamento financeiro. Este hábito tão simples – porém, extremamente importante – poderá evitar fortes dores de cabeça inerentes ao seu negócio no futuro!

Como fazer um planejamento financeiro empresarial eficiente?

Diferente do que muita gente acredita, fazer um planejamento financeiro empresarial eficiente não é um bicho de sete cabeças. Para executar esta tarefa basta que o administrador siga alguns passos específicos e dedique-se a manter o controle sobre as finanças da sua empresa.

Conheça adiante os passos que você deve seguir para dar início à construção de um bom planejamento financeiro para o seu negócio! Confira:

  1. Analise a situação atual do negócio

Para fazer um planejamento financeiro empresarial eficiente é imprescindível conhecer a situação atual da sua empresa. Por isso, o primeiro passo para ter o controle das finanças do seu negócio é avaliar a sua situação.

O balanço patrimonial é a chave para esta análise. Identifique os ativos – os bens que a empresa possui, como o dinheiro em caixa, maquinários, equipamentos, produtos em estoques, etc – e os passivos do negócio – as dívidas inerentes à empresa, como o aluguel, financiamentos, entre outros, e verifique a situação patrimonial da empresa.

Este balanço é fundamental para que o planejamento financeiro dê resultados. Isso porque, com o balanço financeiro em mãos, você tem acesso a uma visão mais ampla da situação financeira atual do negócio – permitindo, portanto, que os próximos passos sejam planejados de acordo com o momento e as condições da empresa.

  1. Registre o fluxo do dinheiro

Registrar o que entra e o que sai do caixa da empresa – também conhecido como fluxo de caixa – é obrigação de todo empresário. Infelizmente, nem todo empreendedor tem o hábito de manter um registro das entradas e saídas de dinheiro – o que, muitas vezes, resulta em grandes problemas ao longo do tempo.

Por isso, é importante que você registre e mantenha o controle de todas as contas a pagar, contas a receber, tributos, dívidas e quaisquer outras entradas e saídas de dinheiro do caixa da empresa. Mantenha-se sempre atento também ao saldo disponível em caixa.

Para completar esta etapa de registro corretamente, mês após mês, é importante que o empreendedor invista em ferramentas de controle financeiro, como o Controlle. Este tipo de ferramenta substitui – com sucesso – as anotações em papel ou em planilhas de Excel, tornando o controle financeiro mais eficiente e simples de ser mantido.

Além disso, as plataformas de controle financeiro empresarial otimizam o tempo do administrador ou da equipe responsável pela gestão financeira da empresa. Erros e omissões inerentes à gestão financeira empresarial também são reduzidos a níveis extremamente baixos quando a empresa utiliza uma boa ferramenta de controle para as finanças.

  1. Faça projeções para o futuro

O próximo passo é planejar. Crie o hábito de fazer projeções para o futuro da empresa, definindo objetivos e metas a serem conquistadas. Afinal de contas, o desejo de todo empreendedor é ver seu negócio crescer ao longo do tempo, não é mesmo?

Procure fazer projeções realistas – compatíveis com o momento atual da sua empresa, mas não deixe o otimismo de lado. Trace metas, compartilhe-as com seus colaboradores e busque motivá-los a alcançá-las, junto com você!

Nesta etapa, uma ferramenta de controle e planejamento financeiro empresarial também pode ser muito útil. Com o Controlle, por exemplo, é possível definir quanto você pretende gastar com cada categoria inerente ao negócio ou quanto pretende alcançar de receita em determinado período.

Na hora de projetar, no entanto, não esqueça de atentar-se à sazonalidade e a outras questões que, na prática, podem resultar em alterações de receita ao longo do ano. Não se esqueça que sua meta principal é manter um bom planejamento financeiro empresarial ao longo do ano e, por isso, é preciso ter atenção a cada detalhe.

  1. Atente-se aos números

O quarto passo é colocar em pauta os números relacionados ao seu negócio. Neste momento, é preciso considerar e calcular o preço correto dos produtos e serviços oferecidos pela sua empresa – respeitando as margens de custos, despesas e lucro estimado, reduzir custos sempre que possível e elaborar um orçamento que lhe permita manter as contas sempre em ordem.

  1. Coloque seu planejamento financeiro em prática!

Cumpridas as quatro etapas para construir um planejamento financeiro empresarial eficiente, é hora de colocá-las em prática. Procure manter-se fiel ao cronograma e orçamento que você montou e não se esqueça de realizar a gestão financeira do seu negócio mês a mês.

Com dedicação e foco você consegue implementar novos hábitos no seu dia a dia e na rotina de toda a sua equipe e manter um planejamento financeiro sempre bem organizado e alinhado com a realidade da sua empresa, aumentando as chances de crescimento do seu negócio no curto, médio e longo prazo!

Gostou do artigo de hoje? Então deixe seu comentário!

CTA-DM-1-5

TATIANA LEMOS

TATIANA LEMOS

O Controlle é um sistema de gestão financeira online que ajuda empresas a tomarem decisões cada vez mais assertivas, facilitando a gestão e melhorando seus resultados financeiros.

Leia Mais