/ RoadMap

O que é roadmap e por que utilizá-lo no seu projeto de TI?

Projetos de desenvolvimento de softwares, aplicativos, opiniões de clientes, exigências e limitações tecnológicas, tudo isso faz parte da vida do profissional de TI. Talvez se ele soubesse o que é roadmap e utilizasse essa ferramentas em seus projetos, sua vida seria facilitada.

Hoje, vamos te explicar o que é roadmap e como essa ferramenta pode ser benéfica para os projetos na área de TI (Tecnologia da Informação).

O que é roadmap?

Roadmap é um roteiro de desenvolvimento de projetos. Ele é uma visão geral gráfica e de alto nível dos objetivos e entregas do projeto apresentados em uma linha do tempo.

Ao contrário do plano do projeto, onde os detalhes são detalhados, o roadmap deve ser simples e livre de detalhes — uma representação visual.

Isso torna o roadmap uma ferramenta útil para gerenciar as expectativas das partes interessadas, bem como para comunicar planos e coordenar recursos com outras equipes.

Imagine um fluxograma. O fluxograma é a representação gráfica de um processo, certo? Pois então, o roadmap segue a mesma lógica, porém, ele busca representar o desenvolvimento de um projeto.

Trabalhar com um roadmap é garantir que os investimentos em tecnologia e infraestrutura atenderão aos objetivos de curto e longo prazo da organização.

As equipes de TI não são as únicas que utilizam roadmaps. Equipes de fabricação, marketing e consultoria também utilizam modelos de roadmap para seu planejamento estratégico.

Você pode fazer seu roadmap utilizando um modelo Kanban, um Diagrama de Gantt ou um até contratar um software específico.

O que precisa estar em um roadmap de TI?

Agora que explicamos o que é roadmap, vamos te mostrar os principais componentes que um roteiro de projeto de tecnologia incluem.

Veja só:

  • Objetivos;
  • Novos recursos do sistema;
  • Planos de lançamento;
  • Marcos;
  • Recursos humanos;
  • Treinamento;
  • Fatores de risco;
  • Relatórios de status.

Vamos entender o que são cada um deles a seguir:

Os objetivos são conquistas de curto e longo prazos que a organização espera obter por meio da solução de tecnologia.

Especificamente, os objetivos se concentrarão nos recursos de negócios que são ativados pelo sistema de tecnologia, bem como no que será necessário para manter os sistemas no futuro.

Novos recursos do sistema são os recursos que serão fornecidos através dos sistemas de tecnologia aprimorada.

Por exemplo, adicionar o rastreamento de ativos do cliente a um sistema de CRM oferecerá uma visão melhor para várias unidades de negócios.

Os planos de lançamento se concentram em aprimorar os sistemas para suportar os novos recursos necessários para os negócios.

Lançamentos são geralmente muito previsíveis e são agendados com meses de antecedência. Eles também são comunicados amplamente em toda a organização.

Os marcos são as principais conquistas alcançadas durante o processo de desenvolvimento de tecnologia.

Os marcos de rastreamento permitem que as partes interessadas que usam os sistemas compreendam o progresso em direção à meta de longo prazo, em pontos ao longo do projeto.

Os marcos geralmente são marcados para datas específicas e tratados como metas de desempenho para garantir que a organização esteja no caminho certo.

Os recursos humanos detalham a força de trabalho necessária para implementar e, o mais importante, manter os sistemas em ordem depois de lançados.

A equipe de TI deve planejar a implantação simultânea de novas funcionalidades, bem como atualizar os sistemas conforme necessário. Isso significa uma dependência dos recursos humanos.

O treinamento explicitará o tipo de orientação necessária para que a equipe interna e/ou os usuários reais do sistema consigam utilizá-lo.

O treinamento pode utilizado quando há um novo sistema que está sendo implementado pela primeira vez ou aprimoramentos em um sistema atual já em uso difundido.

Os fatores de risco representam barreiras internas e externas que podem impedir a organização de atingir as metas e os marcos observados no plano de tecnologia.

Estes podem incluir limitações da própria tecnologia, bem como condições de mercado mais amplas que apresentam uma dificuldade para a organização.

Os relatórios de status são uma parte importante e necessária do roteiro de tecnologia para manter todos informados.

Tais notificações são importantes por outras pessoas podem estar dependendo daquela atualização específica para seguir com um planejamento.

Por exemplo, uma empresa que queira introduzir um novo plano de desconto de parceiro para seu canal não poderá continuar até que os sistemas sejam aprimorados para lidar com essa nova estrutura de desconto.

Entendeu de verdade o que é roadmap e quais são os seus componentes? Espero que sim, pois agora vamos aos motivos pelos quais você deve trabalhar com roadmaps.

Por que utilizar um roadmap para os seus projetos de TI?

O roadmap é um documento fundamental para qualquer negócio. Força o raciocínio profundo, explica para onde as equipes estão indo e ajuda todos a permanecerem no caminho certo.

Ele funciona como uma verdadeira bússola, alinhando as expectativas do cliente às limitações da empresa.

Esses roteiros reforçam que as equipes têm um propósito claro e um "norte verdadeiro" para o qual trabalhar. Isso alinha suas tarefas diárias com os objetivos de longo prazo dos seus projetos.

Além disso, ao ter um planejamento visual que possa ser compartilhado com todos os envolvidos, você facilita o compartilhamento de comentários úteis de seus clientes.

Isso quer dizer que você receberá feedbacks e poderá avaliar se os clientes estão de acordo com seus planos ou se eles preferem abordar outra coisa primeiro ou algo de outra forma.

Os clientes costumam adorar poder ver seu roteiro de trabalho e muitas vezes é um ponto de partida para conversas realmente ótimas.

É também uma maneira interessante de mostrar aos clientes como você usa o feedback deles, à medida que adiciona novos recursos e iniciativas ao seu roadmap com base em suas solicitações e comentários.

Agora que você já sabe o que é roadmap e porque utilizar no seu projeto de TI, saiba como ser um excelente gestor de TI, leia: Gestor de TI: o que é necessário para o cargo e como gerenciar

Fabio Teles

Fabio Teles

Faz parte da equipe de Gestão e Serviços na Desk Manager Software. Tem 10 anos de experiência com TI em suas mais variadas formas. Especialista em ITIL, CobIT, ITSM, Analise e Gestão de Insights

Leia Mais