/ Gestão

O que é governança de TI e qual a sua relevância para as organizações?

Os avanços tecnológicos no que diz respeito ao tratamento de informações colocaram o setor de TI em uma posição de extrema relevância nas empresas. Essa área é muito importante para gerir, controla e garantir a qualidade dos produtos ou serviços prestados. Para que isso seja feito com qualidade, é essencial ter recursos (softwares e sistemas) alinhados com o objetivo da empresa. E é por isso que vamos explicar o que é governança de TI.

Um investimento em TI não se trata de injetar dinheiro em um setor apenas, mas gerar estímulos para a empresa como um todo, afinal, a tecnologia é um agente significativo e transformador na gestão organizacional.

Ter controle sobre os processos da sua empresa é indispensável para alcançar o sucesso do negócio.

Dessa forma, a governança de TI pode ser pensada, sobretudo, como a "gestão da gestão", uma vez que corresponde a um conjunto de práticas que deve orientar os gestores na tomada de decisão para o alcance da estratégia da empresa.

A governança de TI é um conceito criado com o objetivo de elaborar e planejar estratégias capazes de dar vantagens competitivas às ferramentas de TI.

Está curioso para entender o que é governança de TI, as suas principais vantagens e como é possível aplicar este conceito no seu negócio? Continue a leitura!

O que é governança de TI?

Para entender as vantagens deste conceito é fundamental, antes de tudo, compreender o que é governança de TI.

A governança de TI é, basicamente, uma "extensão" da Governança Corporativa. Consiste em um conjunto de ações, políticas, regras e processos que regem uma organização específica direcionada para a gestão das ferramentas, recursos e soluções em TI.

Quando implantada, a governança de TI precisa ser adotada por todos os usuários de softwares e sistemas, incluindo gerentes e gestores, auditores e diretores.

Entre estas ações descritas no plano d e governança de TI, estão práticas que garantem a segurança da informação nos processos executados dentro de uma empresa, disponibilidade e total funcionamento das tecnologias da informação e durabilidade de todo o sistema implantado nas empresas.

Embora as organizações sejam bastante dependentes de TI, os orçamentos estão cada vez mais limitados, e conseguir aprovação de projetos para o setor não é fácil.

Dessa forma, adotar a governança de TI é implementar ações que visem o alinhamento do setor com as diretrizes e objetivos da empresa.

Significa desenvolver e aplicar um conjunto de práticas estruturadas que otimizem a atuação da área para servir aos propósitos da organização.

Governança corporativa e governança de TI: entenda um pouco mais

Para entender como a governança de TI se encaixa no universo da Governança Corporativa, é ideal entender o segundo conceito de acordo com a maior autoridade do país no assunto, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC):

"Governança Corporativa é o sistema pelo qual as organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre proprietários, Conselho de Administração, Diretoria e órgãos de controle. As boas práticas de Governança Corporativa convertem princípios em recomendações objetivas, alinhando interesses com a finalidade de preservar e otimizar o valor da organização, facilitando seu acesso a recursos e contribuindo para sua longevidade."

A partir disso, é possível entender o que é governança de TI nas organizações. Para o ex-ministro do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz, a " governança de TI é o conjunto estruturado de políticas, normas, métodos e procedimentos destinados a permitir à alta administração e aos executivos o planejamento, a direção e o controle da utilização atual e futura de tecnologia da informação, de modo a assegurar, a um nível aceitável de risco, eficiente utilização de recursos, apoio aos processos da organização e alinhamento estratégico com objetivos desta última. Seu objetivo, pois, é garantir que o uso da TI agregue valor ao negócio da organização."

Segundo o Information Technology Governance Institute (ITGI), a governança de TI é, ainda, "responsabilidade dos executivos e da alta direção, consistindo em aspectos de liderança, estrutura organizacional e processos que garantam que a área de TI da organização suporte e aprimore os objetivos e as estratégias da organização."

A partir das definições, é possível entender a Governança Corporativa tem foco no direcionamento e monitoramento da gestão da instituição, permitindo a intervenção dos responsáveis finais sempre que houver desvios.

Os responsáveis são os detentores da propriedade: sócios e acionistas, no caso das organizações privadas, e a sociedade, no caso das organizações públicas federais.

Dessa forma, a governança de TI foca no direcionamento e monitoramento das práticas de gestão e uso da TI de uma organização, tendo como guia a alta administração da empresa.

Um exemplo prático de ação da governança de TI é o estabelecimento de um processo transparente de tomada de decisão sobre a priorização de grandes demandas de TI.

Essa é uma medida necessária para garantir que as ações de TI estejam alinhadas com os objetivos institucionais e para garantir que as demandas que tenham maior impacto nesses objetivos tenham atendimento prioritário.

Qual a importância deste conceito para a gestão estratégica?

Ao buscar entender o que é governança de TI, saiba que este programa não envolve só aspectos operacionais, mas é capaz de impactar as questões legais que a empresa deve cumprir para estar em conformidade com a lei.

Governança de TI corresponde a padrões e relacionamentos construídos de forma estruturada.

E isso requer a participação não só dos profissionais técnicos, mas também de diretores, gestores e também dos usuários da tecnologia.

A ideia é garantir, com o envolvimento de todos, um controle efetivo dos processos, principalmente no que diz respeito à segurança das informações.

Dessa forma, um dos maiores objetivos da governança de TI é minimizar riscos! Afinal, este é um comportamento baseado em planejamento, que corresponde a atuar de forma preventiva, antecipando soluções para eventuais problemas antes que possam impactar no equilíbrio da empresa.

Além disso, alinhar definitivamente as ações de TI à estratégia da empresa é uma forma de alcançar mais produtividade e otimização dos recursos destinados ao setor.

O propósito da implementação da governança em TI é fazer com que a empresa opere seus processos em TI de maneira dinâmica, com sincronia, a funcionar como se fossem engrenagens.

Assim, é possível trazer mais controle para a função de TI na empresa, de maneira que agregue valor ao negócio, criando uma relação mais equilibrada entre riscos e retorno.

A governança de TI não é somente uma área de suporte aos processos de negócio, mas uma parte fundamental no contexto do planejamento estratégico das grandes empresas.

A aplicação de "estruturas" tem o papel de trazer uma nova ordem aos processos, direcionando-os para contribuir efetivamente com a estratégia da organização.

As áreas-foco da governança de TI nas empresas

A governança de TI tem como função estabelecer claramente o processo de tomada de decisões e as diretrizes para o gerenciamento e uso da TI.

Tudo isso ocorre de forma alinhada com a visão, missão e metas estratégicas da organização.

Para cumprir com esse propósito, a governança de TI age, majoritariamente, em cinco frentes distintas :

  • Alinhamento Estratégico: a governança de TI garante que tanto os processos de negócio como os de tecnologia da informação trabalhem conjuntamente.
  • Entrega de Valor: benefício importante da governança de TI, assegurando que o setor de tecnologia da informação seja o mais eficiente e eficaz possível.
  • Gerenciamento de Riscos: a governança de TI permite que a empresa visualize abrangentemente eventuais riscos para o negócio e dá meios de minimizá-los.
  • Gerenciamento de Recursos: neste caso, o papel da governança de TI é garantir que a gestão dos recursos humanos e tecnológicos da empresa seja o mais otimizada possível.
  • Mensuração de Desempenho: utilizando-se de indicadores que vão muito além dos critérios financeiros, a governança de TI assegura uma medição e avaliação precisa dos resultados do negócio.

Frameworks da governança de TI

O melhor caminho para implementar a governança de TI é conhecer todos os frameworks e/ou modelos de trabalho que fornecem métricas para garantir a eficácia da prática.

Entre os principais frameworks de governança de TI podemos citar:

Cobit (Control Objectives for Information and related Technology)

Este é o modelo de trabalho mais utilizado na governança de TI e está na sua q uinta versão.

Apresenta recursos que incluem sumário executivo, controles de objetivos, mapas de auditorias, indicadores de metas e performances e um guia com técnicas de gerenciamento.

Suas práticas de gestão são recomendadas por especialistas da área e ele pode ser utilizado para testar e garantir a qualidade dos serviços de TI prestados, utilizando um sistema de métricas próprio.

Aprenda tudo sobre COBIT e suas certificações neste artigo completo!

ITIL (Information Technology Infrastructure Library)

O ITIL define o conjunto de práticas para o gerenciamento dos serviços de TI por meio de "bibliotecas" que fazem parte de cada módulo de gestão.

Dessa forma, diferentemente do Cobit, este é um modelo mais focado para os serviços de TI em si.

Nós também contamos com um artigo cheio de informações sobre a ITIL e sua certificações!

PmBOK (Project Management Body of Knowledge)

Este framework está voltado para o gerenciamento de projetos da área e melhorar o desenvolvimento e a atuação dos profissionais de TI.

Todas as definições, conjuntos de ações e processos do PmBOK estão descritos em seu manual, que expõe as habilidades, ferramentas e técnicas necessárias para realizar a gestão de um projeto.

O PmBOK é uma metodologia de gerenciamento ágil de projetos - quer saber mais sobre os benefícios de uma gestão eficiente para a suas iniciativas? Confira aqui.

Em suma, como a governança de TI pode ajudar a minha empresa?

Agora que você já sabe o que é governança de TI, vamos compilar as suas vantagens e como isso pode auxiliar a sua empresa.

Basicamente, a implantação das práticas de governança de TI promove a segurança de toda a informação que circula no interior de seus sistemas e softwares, assim como garante a durabilidade dos recursos de uma organização.

Dessa forma, há uma série de vantagens geradas como:

  • Evitar que dados e informações sigilosas sobre a sua empresa sejam vazados, causando enormes danos aos seus negócios;
  • Garantir a automatização dos processos e das tarefas específicas, economizando, assim, tempo e dinheiro;
  • Assegurar a eficácia da utilização das ferramentas e recursos de TI dentro de sua empresa, pois com a sua implantação, há menos riscos de bugs que comprometam o seu funcionamento;
  • Melhorar e inovar os processos de gestão, marketing e vendas de seus negócios, tornando assim a sua empresa mais competitiva;
  • Antecipar os problemas e os riscos que podem prejudicar os seus negócios e, dessa forma, garantir mais precisão nas suas decisões.

Desafios da implementação da governança de TI

Quando se considera a aplicação de um programa de governança de TI, talvez o maior desafio seja descobrir e determinar, com clareza e objetividade, quais requisitos a empresa deve considerar.

A governança deve estar firmemente alinhada aos objetivos estratégicos do negócio, mas também de acordo com a legislação, inclusive considerando as recomendações dos órgãos de fiscalização do governo.

Os gestores devem melhor dirigir e controlar os efeitos de TI na estratégia na empresa, a fim de reafirmar o valor do setor para o negócio.

Para isso, é imprescindível que a importância da área de TI fique clara, tanto para os profissionais técnicos quanto para os diretores, e só assim as ações terão eficácia.

As tomadas de decisão em TI serão melhor conduzido se baseadas em definições de governança de TI.

Reorganizar os processos no setor, alinhando as estruturas às estratégias da empresa, significa retomar o controle sobre o potencial que a TI representa no sucesso do negócio.

Entender o que é governança de TI e seus benefícios já é o primeiro passo para uma implantação mais tranquila e, assim, conquistar a melhoria de seus produtos e serviços.

Não hesite em investir na governança de TI mesmo que os desafios pareçam grandes - essa é a melhor forma de conquistar o sucesso do uso de tecnologias na sua empresa.

Agora que você sabe o que é governança de TI, é fundamental saber que para organizar processos e criar a cultura na equipe é fundamental implementar uma ferramenta que torne os procedimentos mais ágeis. Então que tal investir em um sistema de chamados? Experimente o Desk Manager gratuitamente, por 15 dias.

CTA-DM-1-5

Fabio Teles

Fabio Teles

Faz parte da equipe de Gestão e Serviços na Desk Manager Software. Tem 10 anos de experiência com TI em suas mais variadas formas. Especialista em ITIL, CobIT, ITSM, Analise e Gestão de Insights

Leia Mais