Com a necessidade crescente de otimização e segurança nas decisões de negócio, surgiu esse conceito ainda não muito explorado no Brasil. Mas, afinal, o que é Business Intelligence e para que serve?

Conforme já indicamos em um artigo anterior, Business Intelligence pode ser traduzido como inteligência de negócios e tem a ver com a experiência e os dados acumulados ao longo do tempo.

São muitas as decisões que os gestores precisam tomar no cumprimento diário de suas funções. Eles precisam, por exemplo, garantir a produtividade da equipe e a sua própria.

Também é preciso cuidar da gestão de dados e pensar na experiência do cliente e no relacionamento com o mesmo a partir de estratégias de comunicação e de atendimento eficientes.

Isso tudo sem falar na gestão de mudanças e na absorção e implantação de novas tecnologias ou processos.

Trabalhar com gestão não é uma tarefa fácil. Ainda mais quando as decisões precisam se basear somente em sua experiência e intuição.

Todavia, as ferramentas de Business Intelligence já estão disponíveis para evitar esse esforço surreal dos gestores para tomar boas decisões.

É bom lembrar que uma alta produtividade requer um adequado gerenciamento do tempo e períodos satisfatórios de descanso.

Ou seja, a gestão das empresas precisa se basear em pilares mais sólidos que garantam seu sucesso ao invés de sobrecarregar seus gestores com a responsabilidade sobre decisões sobre as quais muitas vezes eles não conseguem refletir adequadamente.

Nos próximos tópicos, voltamos a falar sobre Business Intelligence e vamos te explicar as funcionalidades deste recurso.

Mas, afinal, o que é Business Intelligence e para que serve?

Se o seu propósito é entender o que é Business Intelligence e para que serve, certamente você chegará ao fim deste artigo já com vontade de utilizá-la em sua empresa.

Já ficou claro que, com ferramentas que representem este recurso, há uma otimização das decisões concernentes à gestão empresarial, ou seja, uma facilitação das tarefas dos gestores.

Mas as ferramentas de Business Intelligence não estão somente ligadas ao trabalho de gestão e podem ser compartilhadas por todos os colaboradores da empresa em seus diferentes segmentos.

Aliás, a adoção da Business Intelligence nos diferentes setores é uma meta para muitas empresas, pois assim a organização não fica dependente dos conhecimentos e da intuição de uma única pessoa.

Se o gestor tiver algum problema por um determinado período ou for substituído e a empresa fizer o uso de ferramentas de Business Intelligence, será possível continuar os processos decisórios com base nos dados tranquilamente.

Isso porque a Business Intelligence tem como principal pilar a interpretação de dados e se baseia na transformação de dados e conhecimentos acumulados em informações relevantes para a tomada de decisões, simplificando, ela é responsável por coletar a massa de dados gerada por sua empresa diariamente e agrupá-la de forma significativa.

Na prática, a Business Intelligence se operacionaliza com ferramentas que trabalham com grandes volumes de dados e recolhem, organizam, analisam e acompanham as informações úteis para a gestão.

Ou seja, você pode, por exemplo, utilizar uma ferramenta de Business Intelligence em que baste a inserção dos dados para a geração de relatórios detalhados.

Você pode também adotar uma ferramenta que tenha integração e acesso a outras fontes de dados interessantes para o seu negócio.

As possibilidades são muitas, já que a inteligência de negócios é uma tendência e oferece a segurança e a eficiência sonhada por inúmeros gestores sobrecarregados.

Podemos dizer, então, que a Business Intelligence serve para otimizar a gestão e os processos, proporcionando a tomada de decisões assertivas, já que ele te possibilita identificar padrões e tendências, além de prever comportamentos.

Por que investir em Business Intelligence?

Investir em Business Intelligence corresponde a criar as condições para o desenvolvimento do conhecimento e aprendizagem organizacional. E é claro que isso é positivo para os negócios.

Uma empresa com condições de interpretar um conjunto amplo de informações de modo a aproveitá-las em seu favor torna-se muito mais competitiva no mercado.

Adotando uma ferramenta de Business Intelligence, a empresa pode avaliar seu próprio desempenho e o da concorrência, descobrir as tendências do mercado e as demandas latentes do consumidor.

Ou seja, nem só de análises internas vive a Business Intelligence.

Seu grande diferencial na análise e interpretação de dados é o cruzamento de informações múltiplas e variadas, internas e externas, para proporcionar uma visão ampla e sistêmica e as melhores decisões para o seu negócio.

Já se findou o tempo em que os gestores tinham medo da adoção de novas tecnologias decorrentes, por exemplo, da automação dos processos ou da transformação digital.

Agora é o momento de aproveitar os benefícios da tecnologia. Colocá-la para trabalhar a seu favor.

Essas ferramentas são capazes de trabalhar com uma quantidade de dados que nem o mais eficiente dos colaboradores conseguiria em tão pouco tempo.

Mas é importante deixar claro que, mesmo com a ajuda da Business Intelligence, você ainda precisa de uma equipe produtiva e de mentes inovadoras.

As ferramentas de Business Intelligence surgiram para otimizar o trabalho humano e não substituí-lo.

Neste trabalho conjunto, é possível utilizar os resultados das próprias decisões tomadas com base em dados gerados pela ferramenta de Business Intelligence, para acompanhar e analisar o desenvolvimento do negócio.

Desk Manager e Business Intelligence

Por conta do aumento constante da complexidade do mercado, é cada vez mais necessária a utilização de ferramentas que permitam aos gestores lidar com a enxurrada de informações que direta ou indiretamente afetam sua empresa.

A Desk Manager oferece um software com diversas funcionalidades que podem ajudar na gestão da sua empresa. E o melhor é que ele tem integração com ótimas ferramentas de Business Intelligence. Veja abaixo algumas delas:

  • Slemma: Seu foco está na rápida geração de relatórios, com a possibilidade de criação de relatórios com dados dinâmicos e diversificados. Tudo isso com muita rapidez;

  • Qlikview/ Sense Cloud: Reúne várias ferramentas voltadas para a coleta de dados e processamento de linguagem natural, ou seja, simples e de fácil entendimento, podendo ser amplamente adotado dentro de uma empresa;

  • Power BI: Reúne um conjunto de ferramentas muito popular no mercado e de fácil utilização, o que favorece o acesso dos representantes de diversos segmentos da organização. Ele possui conexões com muitas fontes de dados e consegue realizar análises rápidas com base em planilhas e bancos de dados. Para saber mais detalhes sobre o Power BI, clique aqui.

Para finalizar, podemos dizer que a utilização de ferramentas de Business Intelligence já é obrigatória para empresas que querem, não só acompanhar, mas também ser personagens ativas na era digital.

Se você já entendeu o que é Business Intelligence e para que serve e agora quer aplicar essas ferramentas na gestão da sua empresa, você pode testar gratuitamente o software da Desk Manager, inclusive com a funcionalidade das três ferramentas citadas acima. Clique aqui e veja os detalhes.

Conheça o Desk Manager - Gestão de CMDB