/ Gestão

7 estratégias infalíveis para diminuir turnover da sua empresa

Turnover é um conceito relacionado ao índice de rotatividade de colaboradores em uma empresa. A taxa de turnover é um dos principais indicadores de saúde organizacional. Logo, diminuir turnover deve ser uma meta constante na mente dos gestores.

O turnover mede a rotatividade de funcionários na organização, comparando o giro de entradas e saídas.

Se o nível de demissões em uma organização for elevado, isso gera muitos ônus, uma vez que a saída de funcionários envolve custos, bem como a admissão de novos.

A perda de mão de obra sempre é muito prejudicial para uma empresa – principalmente quando falamos de colaboradores qualificados e treinados. Os custos para capacitar uma nova equipe e inseri-la na cultura da empresa são altos – tanto no sentido financeiro quanto psicológico. Por isso diminuir turnover é importante!

Dessa forma, o cenário ideal é que o turnover da sua empresa esteja em um índice necessário apenas para a renovação saudável e natural da sua equipe.

Para diminuir turnover, é necessário desenvolver uma gestão estratégica de pessoas focada em estreitar e melhorar o relacionamento entre colaboradores e empresa.

Pensando nisso, preparamos este artigo para que você possa entender as causas desse problema que assola as empresas e aplicar 7 estratégias infalíveis para diminuir turnover. Confira!

Quais as principais causas do turnover?

Em uma empresa saudável, é notável um pequeno volume de rotatividade de funcionários, especialmente quando acompanhado de novas contratações com o objetivo de melhorar os resultados do negócio.

O turnover possui diversas causas distintas, que podem ser internas e externas à empresa e podem impactá-la de maneiras diferentes. Antes de pensar em diminuir turnover, é preciso conhecê-las.

As causas internas podem ser controláveis, semi-incontroláveis e incontroláveis.

Causas controláveis

São aquelas que a empresa tem total controle e que podem refletir diretamente na entrada e saída de funcionários, como:

  • Remuneração;
  • Condições de trabalho;
  • Treinamento desqualificado;
  • Planejamento e controle de produção inadequados;
  • Problemas de relacionamento interno;
  • Gestores incompetentes;
  • Baixa valorização pessoal.

O Sebrae aponta que estar atento às causas controláveis é fundamental para diminuir turnover.

Segundo a organização, muitas causas  um alto índice de turnover, que podem estar diretamente ligados à motivação no ambiente de trabalho.

Quando essa for baixa, torna-se urgente que a empresa examine o seu ambiente humano e descubra as causas para agir e saná-las, melhorando o clima organizacional.

Causas semi-incontroláveis

As causas semi-incontroláveis têm a ver com a postura e o perfil dos funcionários. Podemos citar:

  • Baixo rendimento do colaborador;
  • Hábitos e insatisfações pessoais;
  • Perda de conhecimentos e experiência de quem sai;
  • Deterioração do clima organizacional.

Causas incontroláveis

São representadas por fatores que não são influenciados por nenhuma das partes, como mortes e doenças dentro do quadro geral de colaboradores.

Causas externas

As causas externas ocorrem independentemente da vontade da empresa ou dos gestores. Têm ligação com o ambiente externo.

  • Oferta e demanda de profissionais no mercado e oportunidades de emprego em geral;
  • Perda de talentos para a concorrência;
  • Perda de conexões com clientes e fornecedores.

Vale ressaltar que as empresas que não permitem momentos de descontração e tem uma cultura de geração de resultados pela cobrança costumam ter níveis de turnover mais altos!

Portanto, o clima organizacional harmônico é muito importante para diminuir turnover!

Quais os custos e consequências do turnover?

Quando o assunto são os custos gerados pelo turnover, é possível classificar em três grupos: os custos primários, secundários e terciários.

Os custos primários gerados pela alta taxa de turnover são aqueles envolvidos na demissão dos colaboradores e na contratação de novos.

Nesse caso, podemos citar os gastos com recrutamento, as despesas com** treinamento** e integração, despesas com rescisão de contrato e o custo de tempo dos funcionários que repassarão as tarefas para os contratados e mais.

Os custos secundários são mais difíceis de qualificar pois envolvem aspectos intangíveis. Exemplos de custos secundários são a queda de produtividade da equipe, o acúmulo de funções devido à equipe enxuta e mais.

Os custos terciários do turnover são aqueles que são sentidos no médio e longo prazo da empresa.

Como exemplo, temos os custos adicionais de investimento, público interno desmotivado e a queda na qualidade dos produtos (durante o período de treinamento de novos funcionários).

Quanto às consequências do turnover, se a taxa da sua empresa ficar acima dos 5%, você pode ter sérias consequências! Entre as principais consequências do turnover alto, podemos citar:

  • Aumento de gastos: com o aumento da taxa de turnover, aumenta-se também os gastos com rescisões contratuais, novas contratações, treinamentos de novos funcionários, entre outros.
  • Declínio de capital intelectual: o colaborador desligado de uma empresa leva consigo todas as suas experiências adquiridas.
  • Redução de networking e vendas: quando um colaborador sai de sua empresa ele leva junto todos os contatos adquiridos durante sua jornada.
  • Perda de know-how: o alto índice de turnover faz com que se perca, junto dos funcionários, o entendimento prático sobre determinados procedimentos da empresa.

Conhecer as consequências do elevado nível de turnover é fundamental para atuar em cima das potenciais adversidades e, assim, diminuir turnover e proporcionar um cenário saudável para sua empresa.

O turnover no setor de atendimento

No contexto atual da economia no Brasil, a competitividade entre as empresas está cada vez mais acirrada.

Logo, o investimento no setor de atendimento ao cliente é o diferencial que as marcas têm encontrado para atingir o sucesso. Portanto, diminuir turnover nesse setor é indispensável.

Em contrapartida, os setores de atendimento e os call centers são os que mais sofrem com uma elevada taxa de turnover.

Se o turnover médio do setor de atendimento é elevado, sua empresa corre sérios riscos.

O atendimento é a “cara da empresa” para o cliente. Na era do SAC 3.0 , a equipe de atendimento precisa estar antenada a todas as necessidades do cliente e ter total domínio do produto/serviço oferecido, a fim de sanar quaisquer dúvidas e propor as melhores soluções para o cliente.

Uma equipe de atendimento precisa ser bem treinada, bem como realizar suas tarefas de forma ágil.

Além disso, é fundamental que todo atendente esteja plenamente imerso na cultura da empresa, a fim de transmitir segurança no atendimento.

Logo, se o turnover é alto no setor de atendimento, será difícil montar uma estratégia de Sucesso do Cliente, uma vez que sempre haverá novas pessoas assumindo os cargos de atendimento e precisando passar por um tempo de adaptação até ficarem imersos na realidade do cliente.

E quais as melhores estratégias para diminuir turnover?

Para diminuir turnover no seu negócio, mantendo a taxa sempre abaixo dos 5%, existem algumas estratégias que são primordiais. Conheça as 7 mais relevantes:

Aprimore o processo seletivo

Quanto mais criterioso for o processo seletivo da sua empresa, maior a sua chance de contratar funcionários realmente qualificados para a função e que desejam crescer dentro da sua organização.

Aposte em soluções que automatizam a filtragem de candidatos e os avaliam por meio de diversas ferramentas, como a análise do perfil comportamental.

Terceirizar o processo seletivo com uma boa empresa de recursos humanos também é uma boa aposta.

Essas organizações têm faro apurado para contratações adequadas ao perfil da empresa, ajudando a diminuir turnover.

Desenvolva e incentive o plano de carreira

Um plano de carreira consistente significa um planejamento realizado de maneira equilibrada, levando em conta os interesses da empresa e os objetivos profissionais do funcionário, em um intervalo de tempo pré-estabelecido.

Além de diminuir turnover, o plano de carreira é uma oportunidade de crescimento para os colaboradores.

Dessa forma, é possível que o colaborador perceba o valor que ele tem para a empresa e fique cada vez mais motivado a conquistar melhores resultados — levando em conta suas possibilidades de promoção e bônus.

Invista no treinamento dos seus funcionários

Investir em capacitação, tanto técnica quanto comportamental, potencializa a qualidade e a produtividade do colaborador, o que é fundamental para diminuir turnover.

Quando a empresa oferece mais embasamento para que o profissional desenvolva o seu trabalho, os resultados tendem a melhorar. Além disso, o funcionário sente-se mais valorizado.

Crie uma cultura de feedback

Implantar e incentivar a cultura dofeedbacké uma prática vital para todas as empresas.

O feedback emitido pelos gestores permite que os colaboradores conheçam os seus pontos positivos e negativos e, assim, busquem o aprimoramento de suas atividades.

O feedback dá mais segurança no exercícios das atividades, auxiliando a diminuir turnover.

Ofereça benefícios

Não é só o dinheiro que constrói a satisfação do colaborador com a empresa. É fundamental oferecer outros tipos de benefícios para fortalecer a relação entre funcionário e organização e, assim, diminuir turnover.

Estude a flexibilização do horário de trabalho, parcerias com instituições que favoreçam a qualidade de vida (academia, teatro, livrarias), promova confraternizações e mais.

Esses benefícios costumam aumentar a sensação de bem-estar dos colaboradores. Essa é uma maneira natural de diminuir turnover!

Faça avaliações de desempenho, pesquisas de clima e de satisfação

A avaliação de desempenho é um procedimento adotado por empresas para mensurar o desempenho e comportamento de seus colaboradores, levando em conta alguns critérios.

Essa é uma ferramenta muito útil para diminuir turnover, já que promove o autoconhecimento do profissional e consequente aperfeiçoamento das suas funções.

Além disso, para os gestores, é uma ferramenta que permite uma orientação mais assertiva em relação ao desenvolvimento e o relacionamento com a equipe.

Hoje já existem softwares que fornecem esquemas de avaliação de desempenho para empresas, como o Software Avaliação, facilitando a comunicação entre gestores e colaboradores.

A pesquisa de clima e a pesquisa de satisfação são excelentes recursos para avaliar a percepção dos seus colaboradores quanto aos processos da empresa, bem como seu nível de motivação.

Assim, é possível identificar mais facilmente os pontos falhos na gestão e agir de forma a saná-los, para diminuir turnover.

Invista na qualidade de vida no trabalho

Equipamentos que funcionam bem, boas condições de higiene e segurança influenciam a maneira como o funcionário percebe o ambiente de trabalho.

Para aliviar a rotina desgastante de trabalho, é essencial que a empresa se comprometa a oferecer um local de trabalho confortável e com boas condições para executar as atividades. Oferecer o melhor para o funcionário é o caminho ideal para diminuir turnover!

Diminuir turnover é um objetivo que todos os gestores precisam seguir para manter a saúde organizacional.

Avaliando a taxa de turnover, é possível constatar diversos problemas que podem estar afetando diretamente os resultados de sua empresa.

Agora que você já entende quais são as melhores estratégias para diminuir turnover na sua empresa, aprenda a aumentar a satisfação dos seus clientes no atendimento com a gamificação. Nós te oferecemos um e-book gratuito sobre o assunto!

CTA-DM-2-6

Rafael Fialho Teixeira

Rafael Fialho Teixeira

Atua há mais de 5 anos na área de Negócios da Desk Manager Software. Formado em TI e especializado em Gestão de Serviços, ITSM, ITIL, Cobit e Customer Success.

Leia Mais