/ Gestão

Como ter inteligência emocional no trabalho?

01Pense bem: Você sabe utilizar a sua emoção de forma inteligente a ponto de ter o melhor resultado no trabalho e nos negócios por esse mérito? Se a resposta for sim, parabéns! Mas, se você nunca parou para pensar nisso, o Desk Manager vai te ajudar.

Sabe o tão famoso QI, que todo mundo acha que é fundamental ser elevado para o sucesso profissional? Pois é, a capacidade mental é importante sim, mas não a ponto de prevalecer diante do sucesso. Se houver essa tal capacidade e não houver equilíbrio emocional a construção da carreira certamente ficará comprometida.

Para que a carreira seja sólida, para o sucesso nos negócios  ser garantido e a economia da empresa flua bem, é necessário usar a inteligência emocional a seu favor. É a capacidade de não agir por impulso e atingir o próprio sucesso no negócio em uma situação de tensão, por exemplo.

O grande filósofo Aristóteles dizia: “Todo mundo pode se zangar, porém se zangar com a pessoa certa, no momento certo, pelo motivo certo”. Existe a tendência do profissional se alterar, agir de uma forma desproporcional no momento em que ele é colocado numa situação de tensão, comprometendo resultados.

Fugir ou lutar?

Na hora da pressão, essa divisão aparece facilmente. Mas, ela nada tem haver com a inteligência emocional. Você é capaz de gerenciá-la nesse momento sabia? É pensar que a sua forma de agir vai estabelecer o clima de relacionamento com as pessoas naquele ambiente e o seu bem estar também. E o dia seguinte? Ele não é importante? Se você souber agir com inteligência emocional no trabalho naquele dia, certamente, no dia seguinte, quando aquela situação já estiver resolvida, todos vão te valorizar mais.

Tenha certeza que alguns dias depois, ou até mesmo nesse dia seguinte, você já pode ter uma nova situação para enfrentar, é a tal expressão “matar um leão a cada dia”, pode ser um chefe mais exigente, um cliente mais impaciente, um colega de trabalho mais agitado. Se você gerenciar suas emoções, nessas situações o trabalho será muito mais tranquilo em termos de clima.

Administrando as emoções

Respirar, fundo, medir as palavras e agir da forma mais controlada, não são tarefas fáceis, mas são as formas mais adequadas do sucesso no trabalho. A intransigência do chefe, a falta de colaboração da equipe, faz a maioria das pessoas ter acessos de raiva, muitas vezes até involuntários. Saiba como evitar:

10 dicas de como gerenciar as emoções no trabalho.

1. É impossível não sentir raiva, mas tente controlar sentindo de forma inteligente. Então, pense no motivo que o levou a ter esse sentimento e o controle.

2. Transforme a raiva num desafio para que a vida corporativa ganhe mais peso. Identifique quando ela chega e fale: “Você não vai tomar conta de mim” e segure qualquer palavra naquele momento ou decisão que você precise tomar. Ela vai passar e quando isso acontecer você estará bem mais capacitado a agir.

3. Identifique o ponto alto de outras emoções além da raiva. Se você tem alguma reação a um evento, pare e procure descobrir por que você está se sentindo tão nervoso ou tão aliviado, por exemplo.

4. Visite os seus valores. Saber o que é importante para você contribui para o autoconhecimento e ajuda a prever as próprias reações.

5. Procure feedback dos outros. Saber o que as pessoas pensam das suas atitudes – e estar aberto a essas opiniões – te ajuda a conhecer melhor o próprio modo de ser.

6. Limpe a mente de distrações ao interagir socialmente. Esqueça o resto das preocupações e fixe a atenção na outra pessoa. Isso porque é impossível perceber as emoções do outro se você não é capaz de ouvi-lo.

7. Observe as pessoas. Quando você não estiver participando de uma cena, assista. Estudar o modo como os outros falam, riem e interagem pode dar dicas valiosíssimas sobre como se relacionar com eles.

8. Explique as suas decisões, não apenas tome-as. Comunicar frequentemente os motivos das atitudes contribui para que os outros compreendam você e se tornem aliados.

9. Seja curioso a respeito dos outros. Se você demonstra interesse em conhecer uma pessoa, cresce a sua capacidade de influenciá-la no ambiente de trabalho.

10. Use expressões para a correção de conflitos. Pedir desculpas nunca é demais. Outra dica é trazer para si o motivo da briga no discurso. É melhor dizer uma frase como “eu fiz algo que afetou você” do que “você fez algo que me afetou”. Se o outro entende que você não o culpa pelo problema, aumentam as chances de reconciliação.

O chamado QE, ou quoeficiente emocional, está ligado a 58% do sucesso profissional em qualquer carreira. Então, tenha inteligência emocional no trabalho e seja mais uma pessoa de sucesso.

Gostou destas dicas? Compartilhe sua opinião nos comentários!

CTA-DM-2-6

Rafael Fialho Teixeira

Rafael Fialho Teixeira

Atua há mais de 5 anos na área de Negócios da Desk Manager Software. Formado em TI e especializado em Gestão de Serviços, ITSM, ITIL, Cobit e Customer Success.

Leia Mais