/ Gestão

Analista de suporte: como contratar e treinar um profissional de TI

Entre as empresas de TI ( Tecnologia da Informação), como em qualquer empresa, a busca por um analista de suporte que se adeque às expectativas do contratante é alta.

Toda empresa precisa de profissionais qualificados para desempenharem suas funções e atuarem como base para que os resultados almejados sejam atingidos.

As organizações são constituídas essencialmente por pessoas. Em um primeiro momento, é a etapa do recrutamento e a seleção que é responsável por prover e gerir os talentos existentes.

Por ser uma prática tão importante na hora de contratar, vamos entender um pouco melhor sobre como recrutar? Continue a leitura para saber mais.

Como contratar de maneira eficaz e assertiva seu analista de suporte

Seja para um analista de suporte ou para qualquer outra vaga, é importante saber como recrutar e contratar.

O recrutamento corresponde à etapa de oferecer e atrair os possíveis candidatos para a vaga de analista de suporte em questão.

Normalmente, a área de Recursos Humanos (ou Gestão de Pessoas) da empresa é a responsável por essa ação.

Vamos, por um momento, imaginar que somos donos de uma empresa que vende joias. Estamos passando por um momento difícil e queremos aumentar nossa receita.

Na hora de atrair nossos clientes, queremos pessoas que tenham um poder aquisitivo correspondente ao valor do produto. Caso contrário, iremos desprender recursos e tempo tentando atrair pessoas que não são nossos potenciais clientes.

Logo, para atingir esse objetivo, precisamos de um direcionamento claro para que as pessoas certas tenham o conhecimento da nossa marca e dos nossos produtos.

Por esse motivo, possuir um recrutamento estratégico é importante.

Quando se inicia a divulgação da vaga disponível é necessário se atentar a alguns pontos que são essenciais para atrair as pessoas certas.

Vamos ver a seguir quais são as 4 dicas infalíveis para que você consiga atrair os melhores talentos para a sua equipe de TI:

  1. Descreva o cargo: deixe claro o que a pessoa deverá fazer caso seja escolhida como analista de suporte;
  2. Detalhe as informações: na divulgação, coloque todos os dados necessários como remuneração, horário e dias de trabalho;
  3. Destaque as competências necessárias: todo cargo exige algumas habilidades específicas e é importante que o candidato saiba exatamente quais são;
  4. Informe os prazos do processo : deixe claro qual é o prazo final para o candidato entregar o currículo e quando ocorrerão as outras etapas do processo de seleção.

Ao colocar em prática essas quatro dicas simples, o recrutamento vai ser mais assertivo já que durante a divulgação você direcionou as informações para o público que deseja atingir.

Depois de realizar o recrutamento, a parte de atrair candidatos, é o momento da seleção. Não há mistério para entender essa parte do processo.

Contudo, apesar de direta, a seleção de um analista de suporte pode ser complexa caso o nível entre os candidatos seja elevado.

Logo, para auxiliar a seleção, crie uma forma de avaliar qual candidato ao cargo de analista de suporte mais se encaixa com a descrição da vaga.

Para que a seleção seja assertiva, é importante que o recrutador saiba exatamente o que um analista de suporte deve fazer.

Dessa forma, o recrutador terá o conhecimento necessário para avaliar se o candidato está apto à vaga ou não e, assim, selecionar o melhor possível.

Então, o que um analista de suporte faz?

Como dito, é preciso conhecer bem a descrição do cargo para ter um processo de contratação eficaz.

Por isso, vamos buscar entender melhor o que um analista de suporte faz.

Todas as empresas, mesmo em meio a dificuldades econômicas, precisam investir em tecnologia para continuarem com relevância competitiva dentro do mercado.

Por esse motivo, as empresas de TI são constantemente procuradas. Dentro das empresas desse setor de tecnologia, existem diferentes posições e uma delas é a de analista de suporte.

O analista de suporte é a pessoa responsável pela infraestrutura de TI da empresa, assegurando o suporte para que o tráfego de informações ocorra de forma segura e rápida.

Além disso, é o analista de suporte que vai lidar com os usuários e vai prestar auxílio aos mesmos quando for necessário.

Para que entenda, usuário ou usuário de TI é o termo usado para identificar as pessoas que utilizam de tecnologia para exercer suas funções dentro da empresa.

Porém não são especialistas a ponto de resolver qualquer problema relacionado a esta tecnologia e por isso necessitam da ajuda de um analista de suporte quando necessário.

Esse suporte costuma ser acionado por um sistema de chamados no qual o usuário pode encaminhar sua solicitação.

Esse auxílio pode se dar de diferentes formas, como por exemplo através da manutenção em computadores e responsabilização do melhor funcionamento dos processos operacionais do sistema.

Além disso, cabe ao analista de suporte analisar, estudar, planejar e implementar os softwares básicos, criar políticas de segurança e configurar e instalar programas necessários.

É desejável que o profissional tenha formação em Sistemas de Informação, Redes de Computadores ou Ciência/Engenharia da Computação.

Saber de forma clara e detalhada o que um analista de suporte faz auxilia não só no momento de recrutamento e seleção, mas também no que vem depois disso: a capacitação.

Saiba ainda hoje como treinar um analista de suporte

Depois que o profissional é selecionado para a vaga é preponderante que a empresa que o contratou proporcione treinamentos que vão deixá-lo ainda mais apto a realizar suas funções.

Dessa forma, deve-se criar, antes de tudo, um escopo de treinamentos no qual estarão definidos quais treinamentos são necessários, bem como qual é a ordem de prioridade deles.

Diante da descrição de cargos de um analista de suporte, podemos estabelecer alguns pontos importantes para os treinamentos. Entre eles:

  • Lidar com pessoas

Por mais que pareça distante, não é. O analista de suporte precisa saber lidar com pessoas porque ele estará em constante contato com os usuários.

Estes usuários muitas vezes são leigos em tecnologia e precisam de informações mastigadas a respeito do que está acontecendo.

  • Prática com o inglês

Outro ponto que pode parecer estranho em um primeiro momento, mas é essencial para o analista de suporte é a prática com o inglês.

Muitos termos relacionados à computação nasceram do inglês e ter o conhecimento prévio dessa língua é útil e economiza tempo.

  • Conhecimento técnico

Obviamente, o conhecimento técnico é imprescindível para o analista de suporte. Como já falamos, o ideal é que o analista de suporte tenha formação em sistemas de informação, ciência computacional ou engenharia da computação.

Apesar de saber lidar com pessoas e ter a prática do inglês , o conhecimento técnico é a base do serviço do analista de suporte e precisa ser muito bem desenvolvido. .

Também é importante que treinamentos específicos sejam disponibilizados para os recém contratados, relativos às peculiaridades que envolvem tecnologias específicas usadas pela empresa ou comercializadas pela empresa de TI que está contratando este profissional.

Se nosso artigo foi útil para você, não deixe de baixar nosso e-book gratuito: O guia de completo para gerenciar equipes de atendimento. Assim você terá conteúdo para capacitar ainda mais o seu analista de suporte!

Fabio Teles

Fabio Teles

Faz parte da equipe de Gestão e Serviços na Desk Manager Software. Tem 10 anos de experiência com TI em suas mais variadas formas. Especialista em ITIL, CobIT, ITSM, Analise e Gestão de Insights

Leia Mais